A crise atual é o melhor momento para aprendermos a imaginar o caminho para um mundo melhor.

Alerta: Para isso queremos avançar por uma jornada de redescoberta de antigas tradições filosóficas e místicas e de seus esquecidos olhares sobre o mundo.

Por: Marco André Schwarzstein, psicoterapeuta/psicanalista, diretor do DeepMemoryProcess Brasil

O mundo mudou. Não necessariamente para melhor.

Todos os dias a mídia mostra que estamos cercados por caos, confusão e medo.

Acordamos e vamos dormir pensando em como sobreviver a esta crise da vida pós-moderna. O vírus só veio para evidenciar problemas que já existiam.

Aprendemos na escola que temos que lidar com essas crises de forma racional. Que essa deveria ser nossa bússola.

A visão iluminista do mundo sempre garantiu que há uma resposta lógica para tudo, um caminho correto a seguir e que tudo só depende do meu esforço e capacidade de raciocínio.

Enquanto a bússola da lógica aponta para uma direção, a nossa bússola interna parece indicar outro caminho. Sentimos que precisamos de mais compaixão, mais coração, menos individualidade.

E ficamos presos nessa encruzilhada…

Nós nos perguntamos: como devemos navegar neste mundo caótico e em transformação permanente?

Mas enquanto muitos vivem essa confusão, outros acreditam que temos uma oportunidade única de salvar o mundo.

Essa crise atual, agora simbolizada pela pandemia do coronavírus, é, de fato, a grande oportunidade de toda uma vida. Portanto chegou a hora de parar para refletir sobre o que precisamos fazer, como humanos, para resgatar a nossa conexão com o universo e os seus símbolos.

Descobrirmos que precisamos olhar para além da individualidade do ego, treinado pela sociedade moderna para colocar-se à frente de tudo, e começar a desenvolver uma visão para além dele.

Nossa jornada começa quando aprendemos a ler essa bússola da intuição.

Precisamos fazer isso a tempo para que a forma atual de enxergar o mundo, a que nos trouxe até aqui, não volte a prevalecer, com todas suas limitações, certezas e violências.

Aqueles que têm as melhores chances de encontrar esse caminho e um sentido de vida neste mundo de caos, desilusão e falta de amor, são aqueles que aprenderam a perceber, através da intuição profunda, além da realidade aparente das coisas.

Bussola

A bússola da Intuição Imaginal esquecida pela civilização moderna

Durante séculos aprendemos que o conhecimento vem somente através da razão.

Porém é justamente a razão que sufoca nosso instrumento mais fundamental para navegar esse mundo: a intuição, uma sensibilidade que emana de nossa capacidade nata de olhar para muito mais longe.

A faculdade da intuição foi subjugada pelo pensamento racional e analítico.

Mesmo que você consiga desenvolver esse órgão intuitivo, as forças da nossa sociedade ocidental são tremendas e muito presentes, batalhando para que esse despertar não dure por muito tempo.

“Somos assombrados por fantasias de catástrofes que nos anunciam o fim do mundo. Mas temos que nos perguntar que mundo está chegando ao fim. A resposta é difícil, já que levamos as fantasias tão literalmente que não as sustentamos por mais de um instante. Estamos psíquicamente anestesiados. Drogados por destilados, estimulantes, indústrias farmaceuticas e médicos receitadores de pílulas. Estamos anestesiados pelo subjetivismo da psicoterapia (o problema é seu, não do mundo), como se o fim do mundo fosse um problema interior.” 

James Hillman, pós-junguiano, pai da Psicologia Arquetípica..

No Mito da Caverna, de Platão, aprisionados, enxergamos somente as sombras. Devemos, através da intenção profunda, da imaginação e da intuição, buscar entender os ícones e símbolos manifestados nessas imagens.

Entender o que verdadeiramente cria esse mundo é o primeiro passo para conseguir enxergar o caminho para sair desse mundo de sombras.

Presos entre o medo e a confusão dessa pandemia, estamos preocupados com as sombras e não com o que elas representam.

 

Como usar a intuição para olhar além das coisas e enxergar um caminho aqui e agora?

Meu mentor, Roger Woolger, me introduziu a essa forma de enxergar as coisas há décadas. Logo me apaixonei. Durante anos tenho estudado, como forma de aprimorar a minha prática terapêutica.

Agora, depois de décadas estudando e lendo, encontrei outra pessoa que acredita na importância desse conhecimento para o mundo atual.

DMP _ Marco
Marco André em sessão de DMP

Me chamo Marco André Schwarzstein, sou Diretor do Instituto Deep Memory Process/Brasil, método criado pelo meu amigo e mentor, já falecido, Roger Wolger. O DMP é um processo de cura através da regressão de memória, tema intimamente ligado ao que apresentarei a seguir.

Estou apresentando este assunto junto com meu colega, Reitor da Unipaz de Brasília, Roberto Crema, um grande pensador, escritor, psicólogo e profundo conhecedor do potencial de criação do ser humano.

A forma Neoplatônica de perceber o Universo

Os filósofos neoplatônicos acreditavam que poderíamos chegar a entender a origem do mundo – aquilo que projeta as sombras da caverna – através da intuição, transcendendo a pura razão das coisas.

Todo o Universo, para eles, surgiu do Uno.

Essa prática e visão foram absorvidas por outros grupos. Entre eles um que é bem especial para nós, os sufis, a corrente mística do Islã.

A partir de mestres como Zaratrusta, Ibn al’Arabi e Sohrawardi, os estudiosos, filósofos, visionários e líderes espirituais do sufismo e do Islã xiita entendiam que a relação com o divino se dava através do coração, órgão maior da intuição profunda. E a principal manifestação da intuição era o que eles chamavam de Imaginação Criativa.

Segundo os sufis, o órgão sutil da Imaginação, o coração, é a forma sagrada de conexão da matéria com o espírito.

A Imaginação Criativa é a faculdade que conecta o corpo físico a esse mundo intermediário das imagens, o mundus imaginalis, um lugar ontologicamente real, onde estão todas as representações arquetípicas, imagens, seres, deuses, daimons, animais de poder, etc. que emanam do Mundo Espiritual do Uno.

O mundus imaginalis é o mundo da alma profunda.

Henry Corbin, filósofo e teólogo francês, teve contato com esse conhecimento quando teria sido iniciado no sufismo, na década de 1940. Ele dedicou a sua vida, com inúmeros livros publicados, a discorrer sobre o mundus imaginalis, o alam-al’mithal dos xiitas persas.

A sua concepção de Mundo Imaginal circulou timidamente durante os últimos 50 anos, entre alguns filósofos, psicólogos e teólogos, apesar de seus conceitos terem sido incorporados na psicologia arquetípica e das profundezas, nas obras de C.G. Jung, James Hillman, Gilbert Durand e Charles Olsson, entre outros.

Infelizmente não temos nenhuma obra de Henry Corbin traduzida para o português.

Imagino, logo existo

Aprendemos na escola que a imaginação da criação fantasiosa e pessoal, seria um tipo mundano e inconsequente de função psíquica, meros devaneios, sobretudo quando vistos através da lógica racional. Serviria como mero escape do dia a dia.

Já a Imaginação Criativa é uma faculdade superior que, através da intuição e intenção profunda, se conecta com as imagens, ideias e seres de um plano mais elevado, coletivo, universal.

Encontros com os Ícones do Mundo Imaginal.

Para os neoplatônicos a arte é uma ponte para esse mundo imaginal. As maiores obras da humanidade são obras de Encontros com as imagens, símbolos e ícones desse plano Imaginário.

A Estátua de Zeus no Olimpo

Segundo neoplatonismo, ao criar a Estátua de Zeus no Olimpo, uma das 7 maravilhas do mundo antigo, Fidas, o famoso escultor grego, percebia Zeus através da sua imaginação criativa.

Isso acontece também com outras representações inspiradas de Cristo, do Buddah, da Virgem. do Menino Jesus, entre outros.

Assim é através do Mundo Imaginal e desses Encontros que podemos “fazer” alma, como dizia James Hillman.

“Cada Alma é e se torna o que ela contempla”
Plotino, 204-270 d.c.
Filósofo neoplatônico

Ao ignorar a intuição criativa que nos conecta ao mundo das imagens, perdemos contato com a Alma do Mundo, a bússola que nos guia.

A intuição profunda da Imaginação Criativa é a bússola para encontrar a Alma do Mundo. Pouco a pouco, detalhe após detalhe…

A Alma é uma perspectiva, um outro jeito de ver, de escutar, de sentir.

Precisamos de uma bússola e não de um mapa. Não existe mapa daquilo que não podemos perceber com nossos cinco sentidos. Cada caminho é individual, diferente. Não há dois caminhos iguais.

Não existe um solução pronta. Até por que soluções prontas são parte do que nos trouxe até esse mundo caótico: o Ego quer caminhos prontos, a alma leva a caminhos infinitos.

Precisamos aprender a ler essa bússola, a nossa intuição, que se manifesta através desse órgão, a imaginação criativa. Só assim poderemos CRIAR e encontrar o sentido que nos guia.

Esse significado é criado através dos encontros que temos com o mundo das imagens. Esse processo, que cria significado, é a ponte entre o corpo, alma e espírito.

As aparições de Fátima foram encontros imaginais com formas imaginais da Virgem.

Nesses encontros, essas deidades imaginais se apresentam de formas individuais, diferentes para cada pessoa. Isso é experimentar a verdade mística.

Al-Gazali, um dos maiores pensadores sufis, dizia que a verdade mística não pode ser aprendida, ela precisa ser experimentada.

São esses “encontros, criadores de Alma” que o nosso Encontro Imaginal abordará.

Um evento com os mais importantes estudiosos contemporâneos do Mundo Imaginal, onde daremos o primeiro passo para resgatar a Alma do Mundo de Henry Corbin, James Hillman, Platão, Ibn al’ Arabi, Sohrawardi, Plotino e outros.

Um evento 100% online, entre os dias 05 e 07 de Setembro de 2020. Com os mais importantes estudiosos do Mundo Imaginal, do Brasil e exterior.

Um Encontro Imaginal com Tom Cheetham, Jean-Yves Leloup, Patrícia Walsh, assim como Roberto Crema, Lydia Rebouças, Vera Saldanha, Patrick Paul, Kaká Werá, Monica Udler Cromberg, Gustavo Barcellos, Américo Sommerman e Marco André Schwarzstein.

Mais de 30 horas de conteúdos sobre o Mundo Imaginal, através da perspectiva filosófica, mística, espiritual e criativa.

Queremos nos deixar encantar pela beleza do mundo, sem a ansiedade de ter que explicar racionalmente o porquê desse encanto.

Queremos tomar consciência de como nos apresentamos ao mundo, tornando-nos cada vez menos “ego-sujeito hiperinflado” e cada vez mais, como nas culturas antigas, só um ser apresentando-se a outros seres que se apresentam.

Será um processo de abertura às possibilidades e encantamentos do Imaginal, nos permitindo encontrar imagens que nos levam além da dimensão material, uma forma de perceber a interdependência do espectro físico com o imaginal e o espiritual.

Assim a alma do mundo pode vir a ser resgatada.

O Encontro Imaginal será portanto um momento de experiências pessoais que estimulam a nossa Imaginação Criativa.

Um grupo próximo já teve acesso aos webinários de introdução ao Mundo Imaginal. Veja o que eles acham:

“Enquanto acordados compartilhamos um universo, mas quando dormimos, cada um se vira para um mundo seu”. 
Heráclito, filósofo grego

 

Apresentando o Mundo Imaginal com suas histórias de intuição profunda, queremos motivar mais pessoas a buscar e/ou reconhecer seus encontros imaginais.

Um dos nossos convidados, Tom Cheetham, um dos maiores estudiosos e divulgadores de Henry Corbin, é enfático, quando diz que precisamos aprender a imaginar.

“A aula de Tom Cheetham foi uma rica festa sobre os mistérios da Imaginação Criativa, uma semana após a outra. Aprendi mais do poderia imaginar sobre o espelho refletor do humano e do divino e como um transforma o outro. Tom dá vida a Henry Corbin como nenhum outro é capaz de fazer – prepare-se para ser desafiado!” 
Diane Croft

 

Outro grande nome presente em nosso Encontro será Jean-Yves Leloup, filósofo, teólogo, padre ortodoxo e cofundador da Universidade Holística Internacional – UNIPAZ, um compatriota de Henry Corbin.

Jean-Yves Leloup escreveu mais de 50 livros e traduziu os evangelhos de Tomé, Maria Madalena, Felipe e João.

Jean-Yves Leloup já veio ao Brasil em muitas ocasiões para dar palestras e concorridíssimos workshops. Agora ele falará sobre o Mundo Imaginal.


Além de Tom Cheetham e Jean-Yves Leloup, teremos uma série de outros conhecedores do Mundo Imaginal.

Iremos também discutir sobre o Imaginal no Livro Vermelho de C.G. Jung, na astrologia cármica, no psicodrama e nos sonhos.

Veja a programação:

Quem são os Organizadores do Encontro Imaginal?

Este Encontro é um projeto de parceria entre a Unipaz do Distrito Federal e o Instituto Deep Memory Process Brasil – DMP. A Unipaz A Unipaz foi criada inicialmente em Brasília e hoje está multiplicada em unidades por todo o Brasil, Argentina, Portugal França e Bélgica. Em todas as suas unidades trabalha-se com a cultura de paz, desenvolvida por Pierre Weil e sua equipe. O programa tem sido aplicado em formações, cursos e seminários abertos à participação de todos os interessados e pelo menos 20 mil brasileiros já foram treinados e participaram desses treinamentos. O DMP Brasil O Instituto Deep Memory Process Brasil (DMP) é um local de formação no Processo de Memória Profunda, uma prática de terapia de regressão desenvolvida por Roger Woolger, inglês, psicólogo junguiano e doutor em Religiões Comparadas.

Por que estamos organizando o Encontro Imaginal? 

Tanto a Unipaz como o Instituto DMP tem como objetivo mais profundo melhorar a condição humana através do autoconhecimento profundo e holístico.

O Mundo Imaginal e a Imaginação Criativa são assuntos recorrentes na nossa atividade diária e nos assuntos e programas com os quais trabalhamos.

Porém, até hoje, não houve nenhum evento aberto para apresentar esse tema a um largo público, mostrando diretamente como a Imaginação Criativa é importante para o desenvolvimento de um mundo mais pleno e vivo.

Esse será o primeiro Encontro Imaginal para ampla divulgação do imaginal no mundo. Essa é uma iniciativa pioneira!

Organizar esse evento é nosso grande projeto para iniciar uma nova década de desenvolvimento pessoal e interpessoal.

Acredito que o momento em que vivemos é único. Ao mesmo tempo que vemos o mundo confuso diante dos impactos da pandemia, também é possível ver a união das pessoas em prol de um bem comum.

Por isso penso que 2020 será o melhor ano, o ano preciso e certo, para realizar o Primeiro Encontro Imaginal e introduzir um grupo seleto de participantes a um tema tão essencial.

Precisamos dar o primeiro passo agora, durante esta crise, para sairmos dela com uma direção.

Para quem é este evento? 

Cada pessoa tem sua jornada. Acredito profundamente nesse processo e respeito a individualidade de cada um.

Por isso acredito que para aproveitar ao máximo os Encontros do Mundo Imaginal você precisa estar preparado: ter um coração aberto e ter a intenção de enxergar além do mundo físico.

Isso é importante para podermos levar um grupo de pessoas tão especiais a uma capacidade de visão diferenciada.

A nossa missão é ajudar a resgatar a Alma do Mundo. Não estamos sozinhos nesse combate.

Eu acredito que muitos possam vir a se beneficiar desse Encontro Imaginal.Também seu que este será um evento particularmente interessante para psicólogos, terapeutas, filósofos, estudiosos e buscadores em geral.

Mas, certamente não o será para todos

Essa capacidade de co-criação é algo muito particular, importante para quem tem responsabilidade e desejo de se transformar e impactar positivamente o planeta.

Encontro Imaginal pode vir a ser um momento único para criar uma comunidade que compartilhe desse extraordinário potencial que é a imaginação.

Porém não são todos que compreendem ou estão abertos para serem introduzidos à imaginação criativa, à sensibilidade da intuição e nossa extraordinária capacidade de co-criar a Alma do Mundo.

Este encontro também não é para quem vê na racionalidade e na lógica o único caminho para o conhecimento, mantendo assim um apego excessivo ao potencial limitado do mundo físico.

Você também poderia tentar estudar todo esse saber por conta própria.

Mas isso levaria muitos anos e investimento de milhares de reais em livros importados, traduções (inexistentes) e apresentações de nossos palestrantes em outros contextos.

Portanto o Encontro Imaginal é a melhor forma de dar seu primeiro passo e criar seu próprio caminho para buscar o Mundo Imaginal.

Como posso participar do Encontro Imaginal?

O Encontro será totalmente online. Devido à situação atual e incertezas relacionadas ao Covid-19, fazemos questão de garantir a segurança e saúde de todos os participantes.

Para participar deste evento, você só precisa estar com o seu coração aberto e ter uma boa conexão de internet.

Em cada um dos 3 dias do Encontro você começará o dia aprofundando sua sensibilidade interior com uma meditação guiada.

Depois, liberaremos as apresentações dos palestrantes. Ao final de cada palestra teremos 30 a 40 minutos de P&R ao vivo com o/a palestrante

As sessões de P&R, serão em Lives, e você poderá enviar suas dúvidas via chat, em português, diretamente aos nossos convidados. .

Além das meditações e palestras, também teremos rodas de discussão entre os convidados.

Tudo será traduzido para o português, caso necessário.

Cuidarei para que você tenha uma ótima experiência imaginal.

Para mim é essencial garantir que todos tenham uma vivência diferenciada e que possam se aprofundar nos assuntos do Mundo Imaginal.

Todo material será gravado e disponibilizado livremente para os participantes por mais dois meses após o encontro, para que você possa assistir mais vezes, estudar e se aprofundar nos temas abordados.

Quanto vai custar a participação neste Encontro único?

Reunir um ou dois destes palestrantes já demandaria altos valores, caso esse fosse um encontro usual.

Sabemos também do momento difícil, econômico, social e político pelo qual o país está passando.

Mas o entusiasmo de todos nossos queridos/as convidados/as, que compreenderam imediatamente a importância única desse Encontro, nos permite oferecê-lo a preços extremamente acessíveis.

Portanto conseguimos organizar o Encontro Imaginal, com todos os extras por um preço único até a metade do mês de julho.

Após essa data iremos aumentar o valor para R$650,00, até o final de agosto, e para R$900,00 logo antes do evento, no mês de setembro.

Devido às mudanças causadas pela pandemia, já estendemos a data do primeiro lote, para garantir que todos tivessem acesso ao valor mais baixo, porém esta será a última prorrogação do prazo!

O valor do evento pode ser pago no cartão de crédito, em até 3 vezes, com um acréscimo de juros para cada parcela. Isso é calculado no momento em que você insere seus dados.

Mas eu entendo que talvez você não se sinta confortável em se comprometer agora com este valor, principalmente por não conhecer tão a fundo o Mundo Imaginal. Por isso você tem 15 dias para desistir da compra. Durante esse tempo poderá estudar o material que estou colocando à sua disposição.

Se, em 15 dias após sua compra, você achar que o Encontro não faz sentido para você, me envie um email. Devolveremos o dinheiro. Sem letras miúdas ou pegadinhas. Você não precisa se justificar. O prazo final para solicitar o reembolso será até o dia 04 de Setembro.

Você manterá o acesso aos conteúdos extras.

Só não poderei manter os descontos para o workshops de Tom Cheetham, “Amor Imaginal” e o Módulo 1 da Formação em Deep Memory Process.

O que está incluso no Encontro?

Logo após o pagamento você terá acesso imediato aos conteúdos: duas palestras de cerca de 45 min cada, como introdução a Henry Corbin e James Hillman, o texto de Roberto Crema sobre o Mundo Imaginal e a um artigo meu sobre A Imagem em Ação no DMP.

Veja os detalhes abaixo:

  • O texto “Introdução ao Mundo Imaginal” de Roberto Crema.
  • Um vídeo de introdução “James Hillman e sua visão do Imaginal”.
  • Um vídeo introdutório sobre “Henry Corbin e sua visão do Imaginal”.
  • O meu artigo “A imagem em ação no Deep Memory Process de Roger Woolger”.

Mas também sei que algumas pessoas querem se aprofundar mais. Por isso estou oferecendo também:

  1. O imperdível workshop online pós-encontro : “Amor Imaginal”, ministrado por Tom Cheetham, reconhecido autor de 5 livros sobre o Mundo Imaginal e Henry Corbin, com duração de 10 horas.Ao invés do preço cheio de R$1000,00, você poderá adquirí-lo por R$700,00, caso tenha já comprado seu ingresso para o Encontro. As vagas são limitadas e particularmente preciosas.
  2. Um voucher de desconto para Módulo 1 da Formação em Deep Memory Process: “Os Fundamentos do Deep Memory Process”.Eu, Marco André Schwarzstein, serei o instrutor. Aqui consigo oferecer um desconto de R$300,00 para quem participar do Encontro.O preço cheio, sem desconto, é de R$3.300,00 reais.

    Este voucher terá validade de 12 meses, para um momento mais apropriado, já que este treinamento precisa ser presencial e não é possível agora marcar a sua data.

Para estes extras temos vagas limitadas. Portanto é importante reservar com antecedência. Não podemos garantir a participação de todos os interessados.

Segurança na compra:

O sistema de pagamento é realizado via Paypal e Mercado Pago, algumas das empresas de pagamentos mais sólidas em operação no Brasil.

Protegemos a informação no trajeto que vai do seu computador, smartphone ou tablet até o nosso servidor. Tornamos isso possível com a técnica de encriptação de dados (TLS) e, assim, cumprimos com os mais altos padrões de segurança online.

PCI
Por isso, você pode ficar despreocupado, ninguém verá os seus dados financeiros. Jamais! Aos vendedores somente enviaremos o pagamento e o seu endereço de e-mail.

 

-Para pagamentos à vista sem cobrança de taxa, por meio de transferência, entre em contato pelo email atividades.picnik@gmail.com.

– Para pagamentos realizados por boleto bancário, à vista, é cobrada taxa de R$ 3,49.
– Para pagamentos realizados por cartão de crédito, à vista, há incidência de taxa de 4,99% sob o valor do ingresso.
– Para pagamentos parcelados, os juros são calculados de acordo com a quantidade de parcelas. O valor final é informado ao participante antes da confirmação da operação.

– Se deseja utilizar outra forma de pagamento, entre em contato pelo email atividades.picnik@gmail.com.

Política de devolução e reembolso

Cancelamento da inscrição pode ser realizado em até 7 dias após a inscrição. Após esse prazo, não há reembolso, porém o participante desistente poderá indicar outra pessoa para utilizar o ingresso. A transferência de titularidade pode ser solicitada pelo email atividades.picnik@gmail.com.

Outras dúvidas ou sugestões poderão ser enviadas para o email encontroimaginal@gmail.com.

Organização Picnik Brasília

  •  Nube Hub SEPS Q 710/910 Conjunto C/D
  • Edifício Via Brasil, loja 28 – Asa Sul, Brasília – DF, 70390-10
  • +55 (061)99800-7980
  • atividades.picnik@gmail.com